Fatores fundamentais para garantir o sucesso do negócio

Fatores fundamentais para garantir o sucesso do negócio  

 


Na gestão de Recursos Humanos, além das questões contratuais e de direitos de trabalho, precisa também levar em conta a formação, certificação e requalificação de profissionais. 

 

A qualificação dos recursos humanos é uma das maiores garantias de sucesso do negócio. É igualmente importante manter os trabalhadores motivados, com formação atualizada e orientada para as necessidades. 

 

O mundo anda cada vez mais atualizado, pessoas estão constantemente buscando por inovação, qualidade no ambiente de trabalho e principalmente sucesso nos negócios, na carreira profissional. Inclusive, sucesso é a palavra que faz brilhar os olhos de qualquer empreendedor, de qualquer pessoa que deseja conquistar e alcançar muitos sonhos. Quem não quer, não é mesmo?  Mas, afinal, o que faz uma empresa ter sucesso? 

Não estamos dizendo aqui que exista, exatamente, uma fórmula mágica para “chegar lá”. Para isso, é preciso muito trabalho, muito esforço e muita, mas muita dedicação. No entanto, seguir algumas orientações contribui, e muito, para a evolução do seu negócio. 

E é sobre isso que falaremos a seguir! Confira neste texto, algumas das recomendações mais importantes nesse sentido! 


Veja só o que você vai ler aqui:


 

 

Formação profissional 

 

Investir em formação profissional e capacitação é de extrema necessidade e o fator mais importante para uma vaga de emprego, além de ser também como veículo de excelência na valorização do capital humano, não apenas confinado a um mero cumprimento da legislação do Código de Trabalho.  

A aposta e dedicação na formação profissional deixou há muito tempo de ser vista como atividade extra (profissional) e como uma perda de tempo e é, cada vez mais, encarada como um investimento com retorno, uma mira para o futuro. 

As empresas devem fazer, de modo sistemático, um diagnóstico das necessidades de formação dos seus colaboradores, para detectar possíveis carências a nível individual ou coletivo, que podem ser de cariz técnico, de aptidão ou comportamental. Perante o diagnóstico final, devem elaborar planos de formação, identificando quais são os objetivos específicos, as competências a adquirir e os perfis adequados dos formandos por curso. A calendarização é um fator importante, pois é obrigatório que seja articulada com a atividade laboral.  


Certificação profissional  


A certificação profissional traduz-se na emissão de um certificado que comprova o cumprimento das habilitações literárias e outros requisitos exigidos para cada profissão ou, no caso de frequência e conclusão de cursos de formação, comprova as competências profissionais ou a equiparação a títulos profissionais.  


Competências do gestor ou empresário  


A formação e a atualização de conhecimentos e competências do empresário são fundamentais para o sucesso do negócio. Aqui não falamos só de funcionários, mas também, de gestores que precisam estar sempre buscando por novidades, pela atualização constante da sua área de trabalho. Além de ficarem atentos na concorrência, analisando o que é bom e não é bom para a saúde dos negócios.

  

Um bom gestor precisa se qualificar constantemente e, principalmente, estar sempre bem informado sobre o seu nicho de mercado, caso contrário, ficará “parado no tempo”, perdendo seu espaço no mercado de trabalho e caindo no esquecimento. 

 

Fatores críticos de sucesso: o que são? 

 

Além da dedicação em estudos, certificados e qualificação individual de cada profissional, uma das principais ações para que a empresa seja bem-sucedida no mercado de trabalho, está diretamente relacionada à compreensão dos seus fatores críticos de sucesso, que quando bem executados, conseguem definir e alinhar da melhor forma o caminho para atingirem seus objetivos. 

A partir daí, a organização consegue elaborar um planejamento adequado, além de investir nos processos corretos.  

Em contrapartida, quando estes mesmos fatores que foram detectados são negligenciados ou ignorados, contribuem, e muito, para o fracasso da organização, e os resultados ficam longe de chegar ao lugar ideal. 

Os fatores críticos de sucesso devem e precisam ser encontrados através de um estudo aprofundado dos próprios objetivos da empresa, bem como os derivados de sua missão, sua visão e seus valores, tornando-se referências obrigatórias e fundamentais para que a empresa sobreviva, seja competitiva e tenha sucesso, seja qual for o seu segmento. 

Além disso, os fatores críticos de sucesso também permitem e ajudam os gestores a definir as principais diretrizes no cotidiano e no modelo de administração das empresas, e quais são os perfis profissionais que eles necessitam ter dentro de sua organização. 

Qualquer empresa possui fatores críticos de sucesso, e a partir do momento que seu conceito é entendido e as medidas são tomadas, e não somente analisadas, a organização em questão consegue ter um parâmetro para implementar medidas de aprimoramento de desempenho, medindo também a evolução dos seus projetos e julgando as características que podem auxiliar ou atrapalhar o alcance de seus objetivos. Feito isso, a empresa é capaz de se distanciar das crises, garantindo vantagem competitiva e o sucesso que tanto deseja. 

Vejamos a seguir alguns tópicos de perguntas e pontos que você deve fazer e analisar com atenção para saber quais são os fatores críticos de sucesso: 

  • A logística do meu produto está sendo executada de maneira eficaz? 

  • Os colaboradores que estou contratando estão fazendo o seu papel? 

  • Quais são as ações e estratégias para a melhoria da imagem perante a sociedade; 

  • Como posso atrair mais clientes? 

  • Como está sendo feito meu controle de custos? 

  • Como posso me relacionar melhor com meus fornecedores?  

  • Como posso melhorar o marketing e as campanhas promocionais do meu produto? 

  • Estou tendo o conhecimento necessário acerca do mercado e nicho de atuação? 

  • Eu e meus colaboradores temos, de fato, conhecimento do mercado? 

Essas são algumas perguntas genéricas do que você pode analisar, já que cada empresa possui suas particularidades e cada uma leva uma conduta diferente. Tudo dependerá do ramo de cada negócio e suas diretrizes.

Outra possibilidade, é fazermos uma análise acerca dos estudos e propostas de classificação proposta por John F. Rockart: 

  • Indústria: O que a indústria pode fazer para manter sua competitividade, em relação aos atributos individuais daquela indústria? 

  • Ambiental: Qual a influência do ambiente para o sucesso do empreendimento? 

  • Estratégico: Posicionamento do empreendimento no mercado. Quais os processos que levam uma empresa a ocupar uma posição em seu nicho e como ela pode se destacar? 

  • Temporal: Fatores internos que influenciam os Fatores Críticos de Sucesso. Dificuldades dentro do negócio, gestão de pessoas no RH, processos de gerenciamento, dentre outras particularidades individuais de cada negócio. 

 

Ações que contribuem para o sucesso da empresa 


A formação profissional é essencial no mundo dos negócios. Muitos colaboradores procuram uma forma de atualizar seus conhecimentos já adquiridos, sejam eles através de faculdades, pós, doutorados, especializações, ou até mesmo, cursos, palestras ou workshops online, e gestores buscam por pessoas motivadas por crescimento, por atualizações do mercado e experiência profissional. 

Com a formação profissional os colaboradores aprendem novos conhecimentos e conseguem se habilitar para um contexto cada vez mais exigente, já que constantemente, o mundo cresce e novas possibilidades surgem. A inovação, a criatividade, a necessidade de mudança e a competitividade são uma grande constante. Deve-se, por esse motivo, ser encarada como uma oportunidade de evolução pessoal e profissional, e não um encargo. 

Vivemos em uma era em que a informação é partilhada com fácil acesso na internet e gerada a uma velocidade grandiosa. Como exemplo disso, vemos o mercado de trabalho mais acirrado, com mais obstáculos para garantir uma vaga de trabalho, já que muitos profissionais estão se capacitando e se qualificando.  

Assim como no ramo da ciência ou da tecnologia, estudos e invasões que ontem eram grandiosas, hoje já estão ultrapassadas. No âmbito profissional, é a mesma coisa. Verifica-se que as técnicas de trabalho tomadas como certas e eficazes, tornam-se, rapidamente, obsoletas e substituíveis. 

Por esse e muitos outros motivos, a formação profissional é essencial para que as empresas e os colaboradores consigam se qualificar às necessidades de cada negócio. 

 

Veja a seguir alguns exemplos de ações: 


Inovação: Como dissemos acima, a inovação é constante. Para se destacar no mercado de trabalho, funcionários e gestores precisam estar alinhados e atentos às inovações do mercado, e não somente isso, mas buscar também por novas inovações, sair realmente da zona de conforto e buscar por aquilo que ainda ninguém implementou. Sem inovação os consumidores não terão nenhum motivo para trocar a empresa e optar por um novo serviço, uma nova forma de solução. Seja único! 

Aperfeiçoamento: É necessário entender e acompanhar as mudanças do mercado. O produto, serviço que não se inova, torna-se o mesmo dentro outros em pouco tempo. É importante também estar atento à concorrência e criar sempre um diferencial com as novas tecnologias ou no atendimento. Entenda! A chave do sucesso está na evolução. 

Relacionamento: Mais do que se relacionar bem com amigos e familiares, é necessário também criar um relacionamento com os seus membros da equipe. Um time precisa estar disposto a andar junto, não é mesmo? Assim também se faz com os clientes, com a prospecção de novos clientes em potencial. Conheça seu público, crie um relacionamento entre marca e cliente. Com o aumento da concorrência e de novos negócios surgindo, você precisa se destacar e criar meios de conhecer e ser lembrado pelo cliente. Construa uma relação de confiança com o seu público. 

 

Investir em formação também pode ser sinônimo de inserção profissional 


Para quem se encontra numa situação crítica de desempregoque não consegue se recolocar no mercado de maneira alguma e procura por uma oportunidade de inserção profissional, investir na formação e qualificação, é, de fato, uma medida que pode ser uma solução para esse grande problema. 

Sabe-se que, atualmente a elevada taxa de desemprego é preocupante, e quem se destaca para uma vaga em potencial, são aquelas pessoas com maiores qualificações e experiências. 

Um colaborador que é qualificado, tem mais hipóteses de melhorar e de avançar seus conhecimentos, do que um colaborador não-qualificado, especialmente tendo em conta a grande saturação do mercado.  

Se o indivíduo procura se destacar e se diferenciar dos seus concorrentes para obter melhores oportunidades de emprego, ou até mesmo, uma promoção profissional e salarial, a formação profissional pode ajudá-lo a marcar a diferença. 

 

Capacitação profissional x Qualificação profissional: Qual a diferença? 


Muito se fala sobre capacitação profissional, mas há uma certa confusão com a qualificação profissional. Você sabe a diferença? 

 

Bem, a capacitação, é uma proposta ou uma iniciativa da organização como uma forma de melhorar a preparação da sua equipe para as novas demandas e possibilidades do mercado.  

Já a qualificação é uma iniciativa do profissional em querer aperfeiçoar as suas habilidades para melhorar o seu currículo e possuir a formação necessária que é exigida pelo mercado para desempenhar uma determinada função, ou também para conseguir uma promoção na empresa.  

Deste modo, a qualificação proporciona a base do profissional, dos seus conhecimentos, enquanto a capacitação tem a função de estimular o seu crescimento contínuo e a grande sede por desenvolver os aspectos técnicos, emocionais e comportamentais. 

 

A importância de investir na capacitação e na qualificação 

  

Os funcionários são a parte mais importante de uma organização. Quando a empresa investe na capacitação dos seus colaboradores, ela possibilita o desenvolvimento de todos os seus setores. Investir em pessoas é isso! 

Através desse investimento, é possível garantir o treinamento de toda a equipe e contribuir com o alcance dos objetivos estabelecidos em menos tempo do que esperado, uma vez que todos estarão alinhados com o mesmo propósito. 

Isso possibilita que o profissional possa adquirir novas características, a olhar com outros olhos, experimentar novos horizontes, aprender novas técnicas e aperfeiçoar o seu trabalho. A capacitação também evita a rotatividade do pessoal dentro da organização e diminui gastos, além de favorecer o aumento da produtividade.  

Para isso, é importante que os funcionários se dediquem aos treinamentos promovidos pela organização. É necessário enxergar a capacitação como uma oportunidade para elevar os seus resultados, adquirir novos conhecimentos e habilidades profissionais.  

Vale salientar: a capacitação e a qualificação andam juntas.  

Assim como as empresas precisam investir no treinamento da sua equipe, os colaboradores devem e precisam investir em seu aprendizado para aperfeiçoar os seus conhecimentos. O profissional também precisa se qualificar para conseguir lidar, da melhor maneira, com as demandas do mercado e manter o seu emprego, buscando sempre o avanço do cargo, e não ficar estagnado, sempre na mesma. Além disso, é através da qualificação que o profissional se mantém competitivo diante da atual concorrência.  

Com conhecimento, fica muito mais fácil de conseguir chegar além do esperado, e de trabalhar, quem sabe, na empresa tão sonhada.  

Por essa razão, não deixe de investir em você mesmo. Assim, é possível conquistar as suas metas e, finalmente, ir muito mais longe do que você disse que seria capaz.  

São muitos os benefícios de possuir formação e certificação profissional. 


Gostou deste texto? Compartilhe com seus amigos, leia este e outros artigos através do nosso site. 

 

 

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo