top of page
  • Foto do escritorRenato Amorim

Quando a presença não significa produtividade

O presenteísmo é um fenômeno cada vez mais presente no mundo corporativo. Diferente do absenteísmo, quando o funcionário falta ao trabalho, o presenteísmo se caracteriza pela presença física do colaborador, mas com uma redução significativa de sua produtividade.


Esse comportamento pode ser observado em diversas situações, como quando um funcionário comparece ao trabalho doente ou exausto, quando se distrai com atividades pessoais, quando enfrenta problemas pessoais ou quando simplesmente perdeu a motivação e o interesse no trabalho.


Os efeitos do presenteísmo podem ser devastadores para as empresas, afetando o desempenho dos colaboradores, a qualidade do trabalho e, consequentemente, a rentabilidade do negócio. Além disso, o clima organizacional também pode ser prejudicado, já que o comportamento de um colaborador pode influenciar negativamente a equipe como um todo.


Para evitar o presenteísmo, é importante que as empresas estejam atentas ao bem-estar dos colaboradores, promovendo um ambiente de trabalho saudável e incentivando a realização de atividades que possam contribuir para a motivação e o engajamento dos funcionários.


Uma boa estratégia para lidar com o presenteísmo é a Análise Comportamental, que permite identificar os fatores que podem estar influenciando o comportamento dos colaboradores e oferecer soluções personalizadas para cada caso.


Oferecemos serviços de Análise Comportamental que podem ajudar a resolver o problema do presenteísmo nas empresas. Com uma metodologia eficaz e profissionais qualificados, podemos contribuir para a melhoria do desempenho dos colaboradores e para o aumento da produtividade das empresas.

תגובות


bottom of page